terça-feira

, 18 de junho de 2024

Arquidiocese de Mariana renova consagração ao Sagrado Coração de Jesus

10 de junho de 2024 Arquidiocese

O Arcebispo Metropolitano, Dom Airton José dos Santos, renovou a consagração da Arquidiocese de Mariana ao Sagrado Coração de Jesus. O gesto foi realizado na solenidade da última sexta-feira, 7 de junho, na Basílica do Sagrado Coração de Jesus, em Conselheiro Lafaiete (MG).

A primeira consagração da Arquidiocese foi realizada em 8 de dezembro de 1874, na Catedral de Mariana. O ato solene foi feito pelo Venerável Dom Antônio José Ferreira Viçoso, então bispo diocesano, que recorreu ao Sagrado Coração de Jesus como “remédio eficacíssimo para todos os males” que acometiam a Igreja Primacial de Minas.

Entronização dos Corações de Jesus e Maria

Seminário São José marcou presença na solenidade.

Celebrando em 2024 os 150 anos dessa consagração, Dom Airton José dos Santos repetiu o gesto de seu antecessor, diante do Santíssimo Sacramento, durante a entronização dos Corações de Jesus e Maria nos lares.

Em sua 57ª edição, essa foi a primeira vez que o ato foi transmitido diretamente da Basílica e não diretamente dos estúdios de rádio, como é de costume. Entretanto, não foi possível a participação dos fiéis no templo para que a entronização acontecesse nos lares, de modo que a presença foi restringida ao clero e aos seminaristas.

“Proceder à entronização das imagens do Sagrado Coração de Jesus nos nossos lares significa dizer que queremos, verdadeiramente, elevar ao trono em nossas casas e, sobretudo, em nossas vidas Aquele que muito nos amou e se entregou por nós na cruz. Junto Dele também [queremos] elevar ao trono Aquela que com o seu ‘sim’ procurou sempre fazer a vontade de Deus e nos pediu para fazer em tudo a vontade do seu filho”, explicou o Pároco e Reitor da Basílica, Padre Euder Canuto, durante o rito.

Consagração da Arquidiocese

Diante do Santíssimo, Dom Airton renovou a consagração da Arquidiocese.

Após a oração de súplica, deu-se início ao ato de consagração. Diante do Santíssimo Sacramento, Dom Airton consagrou a Arquidiocese de Mariana ao Sagrado Coração de Jesus, rezando a mesma oração feita por Dom Viçoso.

“Consagrando-nos todos inteiramente a este vosso Amantíssimo Coração, a este Coração que vós mesmo destes, como especial objeto de devoção, à vossa Igreja nos tristes tempos em que vivemos, a este Coração que é a fonte abundantíssima de todas as graças […].

Assim, pois, ó, meu doce Jesus, eu indigno servo vosso, prostrado aqui neste momento em vossa divina presença, tomando por testemunha a Bem-Aventurada Virgem Maria, vossa Mãe Santíssima, todos os Anjos e Santos da Corte Celestial, me consagro a mim mesmo, e todos os fiéis a mim confiados, ao vosso Amabilíssimo Coração, pedindo-vos, amorosíssimo Jesus, que nos guardeis aí, todos, para a vida eterna, que sejamos um em vosso coração, como Vós e vosso Pai sois um; e nenhum se perca dos que vos foram dados”, rogou.

Todo o rito foi acompanhado com fé e piedade por todos os fiéis de Conselheiro Lafaiete e desta Igreja Particular por meio das redes sociais da Arquidiocese de Mariana e Basílica, bem como as rádios parceiras. Assista na íntegra aqui

Essa não foi a primeira vez que um Arcebispo Metropolitano de Mariana renovou o gesto. Em 1974, por ocasião do centenário da consagração, Dom Oscar de Oliveira também realizou o ato. Já em 2003, foi a vez de Dom Luciano Pedro Mendes de Almeida, que rogou pela elevação do então santuário arquidiocesano à basílica.

Para Padre Euder, a renovação da consagração da Arquidiocese ao Sagrado Coração de Jesus traz consigo um conteúdo espiritual, estreitando o vínculo de amor a Deus, e um resultado pastoral. “Imagine as famílias de toda a nossa Arquidiocese se consagrando ao amor de Deus, se consagrando ao Coração de Jesus. Que efeito pastoral isso traz na vida concreta de nossas famílias, todas desejando viverem consagradas ao Coração de Jesus”, pontuou.

Ao final da consagração, Dom Airton concedeu a bênção do Santíssimo. As festividades do dia solene foram encerradas com a procissão motorizada conduzindo as imagens do Sagrado Coração de Jesus e Imaculado Coração de Maria pelas ruas de Conselheiro Lafaiete.

Dia festivo

Dom Airton presidiu a última missa do dia.

Além da tradicional entronização e da consagração, o dia dedicado ao Sagrado Coração de Jesus foi marcado por momentos intensos de fé em Conselheiro Lafaiete. Ao longo de todo o dia, desde às 6h, várias missas foram realizadas, contando com a presença dos bispos: Dom José Eudes Campos do Nascimento, Dom Gil Antônio Moreira e Dom Francisco Barroso Filho.

A última celebração do dia foi presidida por Dom Airton José dos Santos, às 18h, e contou com a presença do Seminário São José. Antes da missa, 23 seminaristas foram acolhidos como membros da Rede Mundial de Oração do Papa, mais conhecida como Apostolado da Oração. Esse rito foi presidido pelo Padre Euder, atual Diretor Espiritual do Apostolado da Oração nesta Igreja Particular.

Seminaristas receberam a imposição da fita do Apostolado da Oração.

Em sua homilia, o Arcebispo Metropolitano de Mariana disse que Nosso Senhor veio ao mundo como uma pessoa humana, igualando-se em nós em tudo, menos no pecado, e entregando-se a cruz, terminou seus dias na terra derramando seu sangue pela redenção de toda a humanidade.

“Quando o soldado vazou seu peito com a lança fez brotar do seu coração sangue e água. Os Santos Padres, desde o princípio, viram neste acontecimento a instituição dos sacramentos. O derramamento do sangue de Cristo, vindo do seu Coração, significou desde o princípio os sacramentos da Igreja”, ressaltou Dom Airton.

As celebrações do Sagrado Coração de Jesus ocorreram também no âmbito do primeiro Jubileu em honra ao padroeiro. O título foi concedido pelo Papa Francisco em janeiro deste ano, atendendo a uma solicitação de Dom Airton.

Peregrinação

Fiéis lotaram a Basílica para a missa solene.

Ainda comemorando os 150 anos da primeira consagração, que seguirá até 27 de junho de 2025, a partir do dia 7 de julho, a imagem peregrina do Sagrado Coração de Jesus visitará as 137 paróquias nos 79 municípios que compõem a Arquidiocese. A abertura será realizada na Catedral Basílica Nossa Senhora da Assunção, em Mariana (MG), com a celebração da Santa Missa às 10h.

Confira outras fotos AQUI

Fotos: Caio Amora

Leia também:

Arquidiocese de Mariana celebra 150 anos de sua consagração ao Sagrado Coração de Jesus

Clero marianense celebra 150 anos de consagração ao Sagrado Coração de Jesus com peregrinação à Conselheiro Lafaiete