segunda-feira

, 24 de junho de 2024

FDLM e Seminário São José sediaram eventos da V Semana Acadêmica Dom Luciano

12 de setembro de 2022 Arquidiocese

No dia 31 agosto, dando continuidade às atividades da V Semana Dom Luciano, os eventos foram sediados na Faculdade Dom Luciano Mendes (FDLM) e no Seminário São José. Entre vários painéis e conferências o corpo discente, docente e administrativo da mesma instituição acolheu visitantes, vindos de Belo Horizonte, Ouro Preto, Viçosa e de Mariana, em especial, a presença da Escola Estadual Dom Silvério de Mariana (MG).

Manhã

Na parte da manhã, com magistral desenvoltura, o professor associado do Departamento de Educação da Ufop, Doutor Marcus Vinícius Fonseca, desenvolveu o tema da educação dos negros no século XIX na província de Minas Gerais, especificamente na região de Ouro Preto e Mariana. O professor apresentou dados e registros desse período histórico que constatava, na famigerada região “dos inconfidentes” – problematizada e repensada como a possível “região de Chico Rei”, donde emanava o afã da liberdade – a grande participação dos negros na educação, tanto no corpo docente quanto no discente.

Em seguida, a professor titular da Ufop, Doutora Guiomar de Grammont, explanou o tema da Semana de Arte Moderna coadunando singularmente a participação da mestiçagem neste processo histórico de desenvolvimento e representação no cenário brasileiro das artes e da política.

Tarde

À tarde, abrindo as atividades do segundo painel, os discentes da FDLM, Leonardo Moreira (6° período), Maicon Policarpo (2° período) e Vinícius Fabiano (6° período), apresentaram comunicações que destacaram a biografia e os feitos de Dom Silvério, antes e durante seu governo à frente da Arquidiocese de Mariana.

Prosseguindo neste painel, o Doutor Celestino Victor Mussomar da Universidade de Roma, Tor Vergata, natural de Moçambique, versou o tema da alteridade, colocando-a como único paradigma da humanização para combater os meandros da descolonização que persistem na sociedade com máscaras distintas.

Em seguida, a Mestra Rúbia Araújo Borges desenvolveu a temática da decolonialidade a partir da linguística aplicada crítica, tendo por base a epistemologia educacional. Já o professor Doutor Luiz Gustavo Santos Cota, da Universidade Federal de Viçosa (UFV), trabalhou o movimento pastoral de Dom Benevides que visava a extinção da escravidão, abordando os seus efeitos no interior da então Diocese de Mariana e a interpretação da mesma pelas pessoas escravizadas.

Noite

Finalizando os trabalhos desse dia, no Instituto Teológico do Seminário de Mariana, a última fala foi do Vigário Geral da Arquidiocese de Mariana, Monsenhor Luiz Antônio Reis Costa, que trabalhou a influência histórica de Dom Silvério e o episcopado brasileiro na defesa da fé na República do Brasil.

Para enriquecer ainda mais o evento, os participantes da Semana Acadêmica puderam apreciar um sofisticado e excepcional concerto musical do Coral Cidade dos Profetas de Congonhas (MG), concluindo o quarto dia de evento.

*Texto e fotos: Equipe de Comunicação da V Semana Acadêmica Dom Luciano/FDLM

Saiba mais sobre a V Semana em:

Escola Estadual Dom Silvério, em Mariana, acolheu programação da V Semana Acadêmica

Nova direção da Faculdade Dom Luciano Mendes é empossada

Memórias de Dom Luciano e Dom Silvério foram recordadas em celebração

Faculdade Dom Luciano Mendes realiza evento na PUC-MG e na Academia Mineira de Letras

Instituições de Congonhas celebram o centenário de falecimento de Dom silvério

Um bispo além do seu tempo: Arquidiocese de Mariana celebra o centenário de falecimento de Dom Silvério